quinta-feira, 19 de fevereiro de 2009

Lembrança


É como acordar e ver que não era apenas um sonho.
Não foi um sonho, e sim a mais pura realidade.
Mas que coisa, por um instante pensou que tudo fosse um sonho, pensou que nada disso tinha acontecido, pensou que estava tudo bem, mas não estava.
Mas algo tinha mudado, as pessoas já não eram as mesmas, o mundo havia mudado.
Mas algo o deixava intrigado... Era ou não um sonho?
De tudo algo marcou, uma angústia que não saía do peito, uma agonia... Algo inexplicável.
No mesmo momento que parecia estar completo, tudo se desfazia em milésimos de segundo.
Com lágrimas no olhar, um olhar perdido, uma pessoa perdida, não há o que dizer, não há o que fazer.
Não há descrição em lugar algum sobre tal sentimento.
É como se perder em um enorme labirinto em que os seus maiores medos são postos à prova.
Não há como pôr pra fora essa dor.
Pensou se um dia isso acabaria, pensou num motivo, pensou no por que disso tudo.
Seria tudo apagado como pegadas na areia?
E a angústia estava matando por dentro, e a incerteza deixava tudo mais confuso.
Não saber o que estava acontecendo certamente deixava tudo mais triste.
Não vê a hora de tudo passar.
Espera entender tudo e poder respirar aliviado.
Espera se livrar de toda a dor, e de tudo que o deixava aflito.
Espera olhar e ver que tudo está no passado, que tudo fora apenas suas lembranças sendo revividas.

3 comentários:

  1. escreve bem hein Jamile?? ^^ Adorei seu blog. Fuçarei-o sempre.

    ResponderExcluir
  2. Lindo texto Mile....arrazou..gostei muito, vou colcar seu blog como uns do que eu indico..

    ResponderExcluir